Seja Ágil!

Os processos ágeis estão cada vez mais ganhando o mercado por estimular a inovação, a colaboração e a capacidade de adaptação, isso é um fato!

Ok, mas a minha empresa ou a organização em que eu trabalho ainda não utiliza essas práticas, o que posso fazer?

Neste artigo falarei de alguns comportamentos e práticas da agilidade que você pode desenvolver para ser ágil no seu dia a dia e influenciar de maneira colaborativa.

Como dizia Michel Jordan: Colabore mais, compita menos, o que isso quer dizer? Que você só terá sucesso se conseguir auxiliar o restante do time a alcançar o objetivo, não se compare com os colegas e demonstre disponibilidade para ajudar quando puder, perguntando como poderia ser útil para o trabalho do outro.

Diminua o desperdício, elimine hábitos que minimizam a sua produtividade e esse é um dos pilares ágeis, como por exemplo, burocracias sem sentido, multitarefas e excesso de trabalho, causados por falta de planejamento, foco e metas surreais estabelecidas pela alta gestão, evite atos heroicos para obter reconhecimento. 

Foco no que interessa, o ideal é que você se concentre em uma tarefa por vez, criar metas e objetivos alcançáveis, organize-se para cumprir as suas metas sem necessitar de horas extras. Esforços exacerbados são vistos como falhos e demonstração de desorganização.

Seja mais flexível, é preciso ter humildade para reconhecer que todos nós podemos errar, não temos por obrigação ter as melhores respostas e saber tudo. Raramente tudo o que planejamos se transforma em realidade. Ser ágil é desenhar uma ideia, um esboço de onde você quer chegar, mas tem abertura e flexibilidade para se adaptar quando uma ideia nova ou problema surgirem. Tente se observar ao reproduzir um comportamento semelhante e reduza-o aos poucos.

Defina o que fazer primeiro, você pode começar se perguntando: quais projetos ou atividades podem gerar mais dinheiro e são mais fáceis de realizar? O diagrama de pareto é uma importante ferramenta da gestão da qualidade, utilizada amplamente no mundo, no qual pode ajudar a estabelecer prioridades, pois 80% do valor de um serviço ou produto, está apenas em 20% de suas funcionalidades, ou seja, apenas um quinto do que foi desenvolvido pelas empresas realmente tem valor.

Reavalie o seu trabalho com frequência (e de seus colegas), times ágeis organizam projetos em ciclos curtos, pois precisam ao final de cada cerimônia, analisar o que foi feito. O intuito não é avaliar, apenas como o processo foi conduzido, mas também o desempenho da equipe e o resultado em si, ou seja, o que deu errado, o que deu certo e como pode ser melhorado. 

Pratique o feedback propositivo, a ideia é que se propicie a cultura do feedback propositivo, onde não é focado e procurar culpados por erros. E para que funcione é preciso que todos se responsabilizem de forma coletiva, tenha inteligência emocional madura suficiente para abordar questões incômodas com outros colegas sem ofender e ouvir críticas sem ficar na defensiva.

Para se adaptar a esse novo modelo é preciso repensar a sua forma de trabalhar e de se comportar de maneira mais colaborativa, é necessário desapegar para deixar as coisas fluírem mais rapidamente, seja mais tolerante ao erro, organize-se de forma mais racional.

Acredite mais, as coisas vão acontecer e você vai se surpreender!

Um grande abraço, até breve!

Brenda Nogueira – Família Sunsetti

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2020, Sunsetti. Todos os direitos reservados.